31 de julho de 2007

Weather Man

Gosto do Nicolas Cage. Acho-o um bom actor, embora nem sempre faça bons filmes. Não é este o caso.Weather Man, de 2005, é um belíssimo filme! Cage encarna Dave Spritz, apresentador de metereologia que terá de enfrentar a falência do seu mundo pessoal decorrente das suas acções egoístas. O seu casamento acaba, os dois filhos têm problemas, o pai está doente de morte, e como se isso não bastasse, Dave é vítima constante de fast food voadora, atestando a sua crescente impopularidade perante o público...

No final, através da morte do pai e da reflexão que este acontecimento provoca, a redenção chega. Aproxima-se dos filhos, e ajuda-os. Aceita um grande emprego em Nova Iorque que faz com que deixem de lhe atirar tartes de maçã do McDonald's, e pratica regularmente o seu desporto favorito, tiro com arco. O casamento, no entanto, é irrecuperável, e a mulher casa-se de novo. Não é um conto de fadas, mas uma fábula urbana sobre a busca do equilíbrio, e claro, sobre as consequências dos próprios actos. Nicolas encarna na perfeição este personagem confuso, torturado e auto-crítico, que não se coíbe de gozar com a própria situação. Há uma frase que me ficou na cabeça, num momento de reflexão, e pensando nas vezes em que já foi atingido por comida (um peito de frango, um hambúrger, um batido, um pacote de chicken nuggets, um gelado e uma tarte de maçã quente): "Fast food, é tudo fast food. Coisas que as pessoas preferem atirar fora a comer. Coisas que sabem bem, são agradáveis mas não têm valor nutritivo. Eu sou assim. Eu sou fast food." (perdoem se houver erros, mas é de memória).

Através de um humor negro e inteligente, Gore Verbinski dá-nos uma boa história, com um grande elenco e uma estética clara e aguçada. Gostei! =)

30 de julho de 2007

(-_-)'

- Estou?
-Sou eu. Olha, queres ir dar uma volta?
-Onde? Está calor...
-Epah, tava a pensar dar um saltinha até à praia
-Calor
-Então um passeio na serra?
-Calor
-Vamos até à casa de chá?
-Calor
- (silêncio irritado)... Mas afinal o que é que tu queres? Está calor, pronto! Não é que possas fazer alguma coisa quanto a isso!
- (silêncio encalorado)... Posso ficar aqui a refrescar! A sério, nem me consigo levantar daqui, tenho o cérebro em papa, os músculos moles e a pele gordurenta.
- Eu também, sim? Exactamente onde é que tu estás?
- Deitada no chão da sala.
- (silêncio)
-O que foi?!! É fresco!!
- Posso ir aí ter?!
- Estàs à vontade! Hà sempre lugar para mais um! hehe!!!
- Engraçadinha... Vais ver se não sais daí!
- Não apostes nisso... Ah, já agora fazes-me um favor?
- O quê?
- Trazes-me uma caixa de gelado?!! Está calor.....

29 de julho de 2007

F****-** que está calor....

Um docinho para refrescar! =)

(Já sei que as críticas não foram muito favoráveis, mas eu adorei o Medúlla!)

28 de julho de 2007

Vagrant Comedia - FIAR 2007

Mais uma edição do FIAR - Festival Internacional de Artes de Rua de Palmela. Felizmente este ano voltou ao formato original de três dias com diversos espectáculos espalhados pela vila. Ontem foi a abertura, com a actuação do Projecto Europeu Vagrant Comedia, na esplanada do castelo, um cenário idílico para um belíssimo show! Entre acrobatas e comedia dell'arte, deixámo-nos encantar por este conjunto multicultural:Vagrant Comedia. Esta produção internacional integra artistas de Itália, Hungria, República Checa e Portugal, e um estágio em comedia d’ell arte, entre 23 e 28 de Julho, coordenado por Nuno Pino Custódio
Já no ano anterior tinhamos assistido a um trabalho de cooperação internacional fabuloso, com as Estórias de Rencontre de Bôites. O Fiar é sem dúvida um dos meus eventos favoritos ao longo do ano. Espero que continue a aguentar-se, visto que já esteve em grande risco de terminar devido a falta de fundos. Se não tiverem ainda planos para o fim de semana, não se acanhem, visitem Palmela e usufruam do que de melhor se faz em termos de teatro de rua a nível europeu! Deixo-vos com algumas fotos e um video para ilustrar o espectáculo de ontem!


(os pontinhos brancos que vêm aqui são bolinhas de sabão! :D)






Espero que tenham gostado! Vão até lá. A sério! =)

27 de julho de 2007

Respiro (2002)

Depois de ver "Da Rússia com amor", e "Anatomia de Grey" (pouco sono), esperava-me uma surpresa que me fez aguentar até às 4 da matina, embora com muito custo.
Para provar que ainda se faz bom cinema italiano, fora da indústria que se rendeu (e muito, acreditem) ao modelo industrial americano dos Blockbusters, surge um filme de imagens grandiosas. Uma história de busca de liberdade no meio mais fechado que pode haver, aquele de uma pequena vila pescatória a sul da Sicília. Grazia é uma mulher moderna, que segue os seus instintos e choca com o conservadorismo da comunidade. Ela nada nua, expressa livremente a sua alegria e a sua tristeza, ama os seus cães como os seus filhos, e pior, destila uma sensualidade descomprometida e natural, que a torna perigosa. Maravilhosa a sua relação com os filhos, dois rapazes e uma rapariga, todos trabalhadores, eles na faina e elas na fábrica de conserva. As crianças adquirem desde tenras um sentido de responsabilidade e de conformidade com as regras sociais como só as crianças o sabem fazer. Hilariante a cena em que o mais novo ameaça o namorado continental da irmã, tentando arrastá-la para casa, enquanto desfia um chorrilho de imprecações e ameaças em dialecto, que o outro obviamente não percebe... É a típica mentalidade patriarcal, em que um rapazinho de 10 anos se sente no direito, no dever, de mandar a sua irmã de 17 (?) anos para casa, de se intrometer no seu namoro, como se fosse o varão da família.

A crise final é despoletada quando o marido de Grazia mata um dos seus cães, por ciúme. Isto leva-a, por uma mistura de dor e humilhação, a soltar as centenas que cães que estavm confinados no antigo forte, prontos para abate. Os cães invadem a vila, e são abatidos a tiro pela população, que agora considera Grazia uma verdadeira ameaça para todos. Decidem mandá-la para uma clínica em Milão, para ser "tratada". Perante isto, e com a cumplicidade do filho do meio, ela foge e esconde-se numa gruta, até que ao verem o vestido que o rapazinho tinha deixado na praia, todos a julgam morta.
Grazia Resurge do mar, perante a aldeia reúnida na praia para uma festa religiosa, em mais uma cena de beleza sublime. Em termos de fotografia, o filme é de cortar a respiração, com as cores do mediterrâneo em pleno delírio. A nossa costa tem também este tipo de beleza e cores, como se pode ver ali em baixo... =)

Pelo que vi, com boas críticas, Emanuele Crialese cria aqui uma grande segunda obra, que recupera alguma da aura do Neorealismo, mas com um acento contemporâneo.
Recomendo vivamente!

26 de julho de 2007

Como enfeitiçar um italiano em oito dias

Como prometido, aqui fica um pequenino resumo destes belos dias passados em amizade e comunhão (por muito lamechas que isto possa soar). Vou adoptar o "método Vita in Viola", que é mais prático para estas coisas! Deixo as fotos contarem a história, com uma ajudinha, claro!
Bem, o primeiro dia ficou a cargo da Maria, um périplo por Lisboa, por isso deixo essa parte a ela, se quiser. O segundo dia foi Sintra, que já ali está abaixo. Vamos então ao resto!
Dia 3: Portinho da Arrábida, Creiro, uma das nossas praias preferidas (e uma das mais bonitas da nossa costa, desconfio!). Sol radioso, paisagem de morrer, areia branca e àgua gélida fizeram o nosso dia de praia. Junte-se a isto uma bola de vólei meio vazia e temos muita diversão! (foto do Manú)
De referir que graças ao Jel, e ao seu Ruce no Vai tudo abaixo, passámos estes dias a cantar "quero cavalo" como se não houvesse amanhã!
Uma curiosidade da minha aldeia, que me marcou desde a infância. Posso dizer que esta fonte fez de mim o que sou hoje!!! ;P (foto do Manú)

Dia 4: Palmela, de manhã. O castelo oferece uma vista panorãmica de toda a região, desde o Vale dos Barris até ao Alto Alentejo, passando por Setúbal e Tróia (que é um grande insulto em italiano, by the way). Pena que a tOrre de Menagem esteja fechada... Seja como for, é lindo!(mais uma vez, foto do Rasta)

De tarde, um passeio até ao Cabo Espichel, golpe de misericórdia absoluto para quem vive no centro da grande planície do Pó. O Atlântico azul a perder de vista em conjunto com o nosso céu, a competir com a cor do mar formam um conjunto inesquecível. Único senão: estava tanto vento que quase voávamos dali...

Dia 5: Comporta. Depois de um belo almoço constituído por sardinha gordas e estaladiças, e belas farófias, fomos dar uma espreitadela ao Porto Palafita da Carrasqueira. Gosto muito de lá ir. É uma viagem bonita e interessante, vale a pena. Fica a sugestão.
Depois, os infidáveis quilómetros de areal da costa alentejana que começam já aqui na Comporta! Qual Rimini qual quê? As nossas praias é que são boas!!! :D
De noite, um pouco de relax no Marrakeche (acho que vou começar a pedir comissão por esta publicidade toda... lol). Boa conversa, ambiente tranquilo e um bom cocktail...

Dia 6: de volta a Lisboa. Acabámos a tarde esticados num banco do Jardim da Estrela, com as suas carpas gigantes, a ver as criancinhas brincar e a aproveitar os últimos momentos juntos...
=)) Já sei que a Maria tem um ar muito concentrado, mas continua a ser a minha preferida!

De noite, deixá-mo-nos envolver de novo pela magia do castelo de palmela, com as suas lendas e memórias. A finis terra do início da nossa nacionalidade, terra de divagações e sonhos...
Um lugar mágico para terminar em beleza uma semana mágica....
Volta sempre meu querido Rasta, estaremos cá para te receber! De braços abertos! (e sofá também... ;P)

25 de julho de 2007

24 de julho de 2007

"acreditam em extraterrestres?"

Os bons momentos passados com os amigos são o melhor da vida. Um resumo destes dias maravilhosos virá para breve. =)
Arrivederci!

19 de julho de 2007

Sintra, a terra dos sonhos...




Foi um dia MUITO bem passado... É a esta terra que devem trazer as pessoas que querem enfeitiçar, aquelas que querem ligar para sempre a Portugal. É mágica... apesar dos preços exorbitantes, apesar dos enxames de turistas, apesar das guias turísticas estúpidas e armadas em carapaus de corrida... Sintra sobrevive a tudo isso com a elegância de uma velha senhora sábia, a quem a idade só traz encanto. Adoro lá ir. E adoro partilhar essa experiência com aqueles que têm lugar certo no meu coração!
Amanhã: Arrábida - mais um passo, mais um ingrediente no caldeirão do nosso feitiço... =)

18 de julho de 2007

O prazer de nos darmos a conhecer...

Portinho da Arrábida, numa tarde ensolarada de Páscoa

Tal como para a Maria, para mim estes dias também serão de redescoberta. Porque quando apontamos a beleza do nosso país a Outrém, é a nós que ela verdadeiramente se revela... Lisboa é com ela, abaixo do Tejo fica por minha conta! :D
Às vezes sabe bem ser portuguesa...
Por isso já sabem, se andar ausente por estes dias, é porque estou a passar um bom bocado com os meus amigos - os de cá, e o de lá!





E porque "o que é nacional (também) é bom", deixo-vos com Rodrigo Leão, "A Janela", e com Carlos Paredes, "Verdes anos"

Apreciem! =)

16 de julho de 2007

Supergrass - rrraauuuurrrrrrrrrrr......... =)

Hoje apeteceu-me Supergrass! Adoro estes gajos. Adoro aquele vocalista!!! ffffffffffff!! ;P

É uma mistura entre o meu segundo amor de adolescência, e o amigo Refugee, mas com uns olhos verdes de cair para o lado!!!!! O video acima, "Mary", é o meu favorito, mas pérolas como "Pumping on your stereo", "Late in the day", "Grace", e o galvanizante "Alright" formam uma galeria muito decente de videos! Gosto de todos! E amiga Curse, é favor traficar o best of, que já estou com saudades!!! =))

Pop da boa, para fazer correr o sangue!

Beijo, fiquem bem!

Potter Puppet Pals - "Wizard Angst"

Uma sugestão ali da Pattie, que me deixou positivamente encantada... hehe! Potter Puppet Pals, uma homenagem ao universo de J.K.Rowling em forma de fantoches... Não perder- Snape Sexy Dance!!! Wehee!!!! Para quem gosta de Harry Potter e para quem não gosta - as piadas são universais, e muito bem conseguidas!

*cheira-me a material de culto*

=)

15 de julho de 2007

Sei que estou de férias...

...quando estou a ler pelo menos três livros ao mesmo tempo...

"Entre os sécculos XV e XVII, os processos de bruxaria conduzem à fogueira sobretudo mulheres, que representam oitenta por cento das condenações. Os tratados de demonologia, escritos por teólogos, inquisidores ou magistrados a partir de confissões obtidas sob tortura, descrevem as práticas a que as bruxas se entregam, desde a cópola com Satanás para obterem os seus poderes maléficos, ao roubo de crianças recém-nascidas a fim de serem comidas ou transformadas em unguentos... Porém, para a autora, a feminilidade e o perigo que ela representa foram o verdadeiro móbil desta perseguição. Um fenómeno mais político do que religioso, que levou à construção no masculino do Estado moderno, e que desapareceria apenas quando as bruxas deixaram de ser necessárias, ou seja, quando as mulheres foram colocadas sob «tutela», o que as tornava menos perigosas. Contudo, hoje que as mulheres ocupam um lugar cada vez maior no espaço público, não se irá assistir ao regresso das bruxas?"




Colectânea de contos do grande Howard Phillips, organizada por José Manuel Lopes e com introduções de Fernando Ribeiro, que me veio parar às mãos por acaso! =))

"O Deus das Pequenas Coisas é a história de três geraçõesde uma família da região de Kerala, no sul da Índia, que se dispersa por todo o mundo e se reencontra na sua terra natal. Uma história feita de muitas histórias. (...) O Deus das Pequenas Coisas é uma apaixonante saga familiar que, pelos seus rasgos de realismo mágico, levou a crítica a comparar Arundhati Roy com Salman Rushdie e García Márquez."


Já tinha saudades destas minhas leituras simultâneas!!!

13 de julho de 2007

Porque hoje me sinto em paz com o universo...



"I see trees of green, red roses too
I see them bloom for me and you
And I think to myself what a wonderful world.

I see skies of blue and clouds of white
The bright blessed day, the dark sacred night
And I think to myself what a wonderful world.

The colors of the rainbow so pretty in the sky
Are also on the faces of people going by
I see friends shaking hands saying how do you do
They're really saying I love you.

I hear babies cry, I watch them grow
They'll learn much more than I'll never know
And I think to myself what a wonderful world
Yes I think to myself what a wonderful world."

Nick Cave e Shane McGowan a interpretar o clássico de Louis Armstrong - absolutamente delicioso!!! :D (só a título de curiosidade, na capa deste single, está uma foto do Nick a dar um beijinho na bochecha do Shane. Querem maior prova de amizade?!!!! LOL!!!!)

Filme de hoje

Não será certamente um filme de culto, nem vai mudar a vida de ninguém... Mas gostei! :D

Agora é esperar pelo livro!!!! (Só aqui para nós, que ninguém nos ouve, ainda não perdi a esperança de que o Snape seja bom!! Apesar de ter morto o Dumbledore. Gosto do gajo, pronto!)

Egon Schiele

Egon Schiele é um dos meus artista favoritos... E olhem que não é nada fácil escolher! No entanto, fiz um trabalho para lá de mau sobre ele... Demasiado amor? Quiçá! A pedido de muitas famílias (ok, a pedido da Arya), aqui vos deixo um excerto do referido trabalho, a conclusão, mais precisamente... =)
«Egon Schiele não terá decerto um lugar entre os renovadores, os vanguardistas do século XX, na Grande Historiografia da Arte, no entanto, levou a cabo, à sua maneira, e juntamente com alguns amigos, uma revolução pictórica muito sua, muito pessoal e visceral. São obras em que a passagem do tempo apagou o escândalo para deixar a expressão, o âmago profundo, a intenção, mesmo que não intencional do artista. Pela primeira vez, o obsceno toma o seu lugar enquanto tema artístico legítimo. Os nus de Schiele «(…) não são apenas figuras nuas; eles eram proponentes de uma realidade, condutores de impressões que se estendiam para além dos confins da imagem, o meio para uma ideia concreta, os condutores de uma vitalidade que não era ficcionada, mas antes actualizada e feita manifesto.». Uma nova arte, para um novo século, poder-se-á então dizer? »
(o que está a bold é uma citação, mas não ponho aqui a notinha de rodapé. e mai nada! ;P)

12 de julho de 2007

Nem fraco Nem forte


Eu tenho um terreno
Mas não tenho enxada
Tenho uma carrinha
Mas é emprestada

Tenho água no poço
Mas está salgada
Com estas sementes
Eu não faço nada

Eu tenho e não tenho
Ando assim, que sorte!
Ando em meias tintas
Nem fraco nem forte...

Eu tenho e não tenho
Não é que me importe
Ninguém me confunde
Nem a própria morte

Ando ao que vier
Ao azar da sorte
Nem cá e nem lá
Nem fraco nem forte...

Tenho um cão de guarda
Dorme o dia inteiro
E tenho uma vaca
Mas pago ao leiteiro

Galinhas e porcos
Já não há dinheiro
Um cão e uma vaca
E eu no poleiro

Eu tenho e não tenho
Ando assim, que sorte!
Ando em meias tintas
Nem fraco nem forte...

Minha casa é grande
Mas chove lá dentro
Tenho um lindo fato
Mas já lá não entro

Eu sei tanta coisa
Mas não me concentro
Tenho a açorda pronta
Falta-me o coentro

Hoje tenho tempo
Está a chover
Amanhã faz sol
Mas não vou poder

É uma canseira
Não vê quem não quer
Que vida agitada
Tudo por fazer!

Eu tenho e não tenho
Ando assim, que sorte!
Ando em meias tintas
Nem fraco nem forte

Nem Fraco Nem Forte, Gaiteiros de Lisboa, Sátiro, 2006

Oiçam a música aqui, que não a encontrei em lado nenhum... =)
Já ia a outro concerto deles, já.... (por exemplo, no dia 2 de Agosto, na Feira de Santiago em Setúbal!! :D )

11 de julho de 2007

Finalmente!!!

Egon Schiele, Homem nú sentado (auto-retrato),1910, Leopold Museum, Viena
É o último, é o último!!! =)) (chiça, que nunca tive tanta dificuldade para "parir" um trabalho!hehe!)

10 de julho de 2007

Hoje apetece-me...

... estar deitada na praia ao teu lado, sentir-te perto de mim, beijar as pérolas de sal dos teus lábios molhados, perder-me nas ondas dos teus cabelos...

needing some love...


9 de julho de 2007

Ligações Proibidas

"Scandal - Joseon Namnyeo Sangyeoljisa" (2003 - 124m)
Baseado no romance "Ligações Perigosas", Ligações Proibidas passa-se no meio aristocrático da Coreia, no século XVIII, nos anos finais da Dinastia Chosun.A irresistível sedutora Lady Cho (Lee Mi-Suk), pede ao seu grosseiro primo mais novo Jo-Won (Bae Yong-Jun) que desflore a jovem inocente Soh-Ok (Lee So Yeon), que está prestes a tornar-se concubina do seu marido. Mas as suas atenções depressa se viram para outro lado: para a graciosa e distante Lady Sook (Jeon Do-Yeon), que vive de acordo com as suas convicções católicas.Jo-Won fica completamente obcecado em seduzir esta mulher casta, que permaneceu em celibato durante nove anos, após a morte do seu marido. No entanto, a tarefa torna-se bem mais complicada, quando o galã Chosun por excelência decide conquistar a mulher mais virtuosa da sua terra.

No meu zapping habitual, hoje deparei-me com esta pérola no Lusomundo Gallery. Fiquei presa pela beleza das imagens, mas foi a familiaridade da história que me fez continuar a ver. É muito interessante a maneira como uma história de corte europeia pôde ser tão bem adaptada à realidade coreana. Sublime! Recomendo!!!! =))

"All I Want" pt II - RULES AND REGULATIONS

Continuando com o meu belo "Messias Gay", aqui fica o seu último vídeo, segundo single de "Release the Stars", Rules and Regulations. Obrigado pelo aviso, amigo! ;)

Para quem ainda não conhece o portento que é Rufus Wainwright, é favor ir procurar, como fez ali o 22. Como sou vossa amiga, dou-vos já a hiperligação para a página pessoal do artista, onde podem igualmente apreciar este video em todo o seu esplendor (a qualidade aqui não está grande coisa, mas foi o que se arranjou no youtube). Digam-me lá se ele aqui não está lindo?!! Love you Rufus!!!! =)

Enjoy!!!

8 de julho de 2007

"All i Want"...

...is to "Want a Want!" ;)
Boa compra do dia! E vivam os DVDs mid price do carrefour (passando a publicidade)! Weee!!!!
Actuações ao vivo, documentário, videos, todo o universo do nosso querido Rufus!!! Como eu gosto destas oportunidades! Digam o mal que quiserem das romarias dominicais aos centros comerciais - mas a verdade é que geralmente venho bastante satisfeita! =)!! Hoje portei-me bem, só trouxe o DVD e uns sapatos baratinhos! (Vá Curse, diz lá "mais uns", diz!! hehe! Pronto, eu confesso, ADORO sapatos. Mas não pensem que gasto muito dinheiro nisso. Porque não gasto.) Deixo-vos com um dos videos "The One You Love", só porque apetece!

bye bye!!

7 de julho de 2007

Springfield Vera!


Enquanto o filme não estreia, podemos divertir-nos no site! =)
Parece-me q o Nuno Markl conseguiu pôr metade da blogosfera a criar avatares dos Simpsons - obrigado pela sugestão, mestre!! hehe! ;P
Este é o meu (o primeiro, pelo menos...)

07/07/07

Para quem acredita: Hoje é dia de sorte!!!
De qualquer maneira, é engraçado pensar que só se vai repetir em 3007! Adoro quando estas coisas acontecem no meu tempo de vida! :D Um dia sortudo para vocês!

Rodrigo Leão - uma vez mais

Noite de verão estrelada, amena, talvez um pouco ventosa. No belo cenário dos relvados da Torre de Belém, Rodrigo Leão voltou a encantar-nos... Foi diferente do último concerto dele a que assisti, mais íntimo e intenso. Este foi grandioso! Sublime como sempre, claro! Penso que muitas das pessoas que lá estavam não sabiam ao que iam, houve muita gente que saiu a meio - algo que sinceramente me deixa desconcertada. Mas reconheço que infelizmente é um tipo de música que não será apelativa no imediato para todos os ouvidos. O lado positivo é que nos pudémos ir chegando à frente! =)). Beth Gibbons possui a potência de voz que já se lhe conhece, e foi uma emoção intensa ver esta grande senhora ao vivo pela primeira vez. Ainda me ri um bom bocado com o comentário espontâneo da Curse: "Está velhinha!". Hehehe!!! Uma das minhas grandes alegrias foi ouvir "7 Mares" ao vivo, pela voz de Pedro Oliveira - uma das minhas músicas preferidas de sempre, algo que pensei nunca vir a suceder, visto os Sétima Legião terem acabado há muito! Isso sim, fenomenal!!! :D Muita gente a sair antes do encore, o que nos levou à conclusão de que não serão habituais frequentadores de concertos... ;)

Uma noite muito bem passada, em suma!!!! Acho que nos vamos tornar groupies do Rodrigo Leão!!! =)

O vídeo acima foi feito quando ainda estava um pouco afastada, no princípio, por isso não se vê grande coisa! E já sabem q enquanto eu não arranjar uma máquina melhor, é videos de 40 segundos e mai nada! ;P Mas dá para sentir a grandiosidade da música na mesma. "Ascensão", cantada divinalmente por Ângela Silva.

Não resisto: Sete Mares, Sétima Legião! (desculpem o vídeo, mas foi o que encontrei.... :/ O que interessa é a música!)


Um beijo, fiquem bem!

6 de julho de 2007

Mais logo:

Vai ser fenomenal... Com a Beth Gibbons!!! weeeeeeeeeee!!! hehe!!! Não liguem, é falta de comida! É melhor ir tomar o pequeno almoço. Àqueles que vão, até logo!!! =))

5 de julho de 2007

Chegou o verão

Não sou muito amiga do calor. Posso até dizer que sofro bastante com ele. A gordura, fiel aliada no frio do inverno, torna-se uma inimiga implacável no verão... No entanto, tenho de admitir que já me apetecia o quente... Aquela brisa morna sobre a pele nua, a roupa leve, a luz cegante. A minha hora preferida é a do entardecer, quando o sol se põe, é para mim uma hora doce. E depois, vem a noite, bela, quente, vibrante de energias! No verão posso dançar ao luar! Quem quer vir dançar comigo? Libertar o corpo de inibições, lavar a alma na liberdade da alegria pura. Penso que é isto que define os povos do sul como nós - a liberdade de dançar ao luar, de usufruir da alegria de uma noite quente de verão. Deixar a janela aberta (com rede! lol!), sair, tornar o exterior interior, casa comum de uma comunidade. É por isso que eu gosto do verão! Bem vindo!

(foto: crepúsculo na praia da Comporta)

Back in Black...

r... para descansar um pouco do vermelho. Sinto-me profunda.... =)

4 de julho de 2007

3 de julho de 2007

Wise up

Depois de ter revisto o Magnolia ontem à noite, esta cena (apesar de a chuva de sapos ser a minha parte predilecta!), e esta música, não me saem da cabeça...

E sim, também me traz sempre à memória o tal anúncio de prevenção rodoviária!

Um beijo, fiquem bem!

1 de julho de 2007

A beleza das visitas de estudo!!! =)

Para terminar em beleza o semestre, nada melhor que uma bela visita de estudo!!! Desta vez, com a professora de História da Arte do séc. XX, lá nos dirigimos alegremente ao Museu Vostell,
em Malpartida de Cáceres! Cerca de 300km, que valem muito a pena!!! Wolf Vostell, importante artista alemão, pertencente ao movimento "Fluxus", e o percursor da video-arte, construiu este museu nas antigas instalações de um lavadouro de lã. Museu de arte contemporânea sediado num espaço lindíssimo, no centro de um parque natural, é verdadeiramente excepcional!
Esta é uma obra de Yoko Ono (sim, essa mesma), uma das artistas Fluxus aqui representada. As obras fluxus apelam à vida, aos sentidos, e o espectador é convidado a entrar na obra, e a participar nela activamente. Não me vou pôr aqui com expliacções teóricas, se tiverem interesse procurem! ;) Mas isto faz com que o museu possua um dinamismo incomum! As obras de Vostell possuem uma grande componente crítica e intervencionista da vida moderna. Encontra-se também aqui uma das últimas obras de Dalí - que oferece a Vostell um sonho!
Esta foi a última escultura de Vostell - um avião de guerra russo, dois automóveis, e as cegonhas, tudo carregado de um simbolismo absoluto! Pode-se passar horas a discutir sobre isto! Nas imediações, a curtir a preguiça na esplanada do bar, cruzámo-nos com uma espécie interessante: Adolescentes provincianos que se acham super vanguardistas porque têm ali o museu Vostell... Meteram-me pena, sinceramente. Mas eu sou muito mázinha.... hehe!!
A clássica foto de grupo! Adoro-as, são sempre grandes recordações!!! Antes de vir para qui, passámos pelo museu de Cáceres, e aproveitámos para passear um pouco pela cidade. O almoço estava muito bom, regado por um belo vinho carrascão e fresquíssimo (que devido ao calor me pôs ligeiramente tonta, devo confessar!). É sempre muito bom partilhar estas experiências com colegas e amigos - especialmente num curso tão teórico e exigente como o nosso, em que não temos tempo ou local para convivermos... A viagem foi longa, quiseram impingirnos música tecno, mas felizmente eu tinha por lá a OST de "i am Sam" para safar a coisa! Como súmula, uma bela de uma açorda de alho em Elvas. Não podia ter pedido melhor!!!!!! A partir daqui é que começa a sério. Entretanto, ficaram os bons momentos que passámos juntos! Aos colegas que por acaso lerem isto, obrigado pela vossa companhia!!!
Um beijo para vocês, e para os que por aqui mergulham em geral!